Review – Ducati Scrambler

No início do mês tive a oportunidade de experimentar o lançamento da Ducati, a Scrambler. Pra quem não conhece o termo scrambler vale a pena conferir esse artigo no Old Dog Cycles.

A moto tem o visual das scramblers dos anos 60, 70, mas com a tecnologia atual. A versão que eu testei foi a Icon, que ainda é a única disponível no Brasil. Existem outros modelos que na verdade são apenas variações da mesma moto que devem estar disponíveis em 2016.

IMG_4463

A Scrambler tem um motor bicilíndrico em L derivado da Monster 796, que saiu de linha. Tem 803 cc e é refrigerado a ar, com 6 marchas. Como ela pesa somente cerca de 180 kg a resposta do motor é excelente!

IMG_4467 IMG_4470

A suspensão dianteira é invertida e a traseira tem um somente um amortecedor do lado esquerdo. O suporte da placa é fixado na balança traseira como na Diavel. Eu pessoalmente gosto muito desse suporte, fica muito bonito na moto apesar da placa gigante que temos que usar nas motos aqui no Brasil.

IMG_4482 IMG_4489

A Scrambler tem freios da Brembo com ABS, com resposta excelente também… Demorei um pouco a me acostumar com os freios dela, pois as Harleys  (que tenho maior costume de pilotar) são bem mais pesadas e demoram mais para freiar. Na Scrambler a resposta é quase imediata!

IMG_4472

O painel da moto é de LCD com algumas luzes indicativas. Infelizmente não existe marcador de combustível, somente a luz de alerta da reserva.

IMG_4476

O farol tem LED, mas como pilotei de dia não consegui ver se realmente existe um ganho na iluminação noturna.

IMG_4480

De forma geral achei uma moto super divertida de pilotar. Ela é bem leve e ágil na cidade e na estrada. Com os pneus de uso misto acredito que deve se comportar muito bem em estradas de terra (mas também não deve conseguir encarar trilhas). É uma moto leve, com motor potente, muito estável nas curvas e com freios bem eficientes, diversão na certa!

É uma moto com um visual bem diferente das Ducatis tradicionais e também das motos dos outros fabricantes. É uma boa pedida pra quem quer uma moto com visual diferenciado já pronto de fábrica.

A posição das pedaleiras é um pouco recuada e precisei sentar um pouco para trás no banco para achar uma posição ideal.

DCIM110GOPRO

Durante o tempo que andei com ela não senti a posição desconfortável, mas creio que em viagens mais longas deve ser um pouco cansativa a posição.

Ano que vem continuamos aqui no blog com mais reviews, lugares para conhecer e muitas motos! Obrigado a todos que acompanham o blog, Feliz 2016!

Deixe uma resposta