Review Triumph Street Twin

Algumas semanas atrás fiz o test ride da nova Triumph Bonneville Street Twin. Confesso que sou fã das Bonnies, quando fui comprar a minha primeira moto “grande” fiquei entre uma Sportster e uma Bonnie T100. Foi difícil escolher entre as duas, mas acabei ficando com a Sportster.

A Street Twin, é segundo a Triumph a moto mais acessível da linha Bonneville, que foi toda renovada em 2016. Entre as novidades estão refrigeração líquida, ABS, ride-by-wire (acelerador eletrônico) e controle de tração.

DCIM114GOPRO

A Street Twin é leve (198 Kg de peso seco) e bem ágil, o que faz dela uma opção muito boa para o transito do dia a dia das cidades. A moto do test ride foi essa belezinha com o tanque vermelho aí de baixo.

img_0258 img_0281

O motor tem uma resposta muito boa, na cidade e na estrada. Havia lido alguns comentários ruins baseados em dados técnicos em um grupo do Face, mas depois nesse mesmo grupo quando experimentaram a moto vários mudaram de opinião. Na estrada a moto chegava sem esforço a 150, 160 KM/h.

img_0297 img_0292

Não cheguei a pegar trânsito pesado na cidade, mas senti que a refrigeração líquida deixou a temperatura do motor baixa, não cheguei a sentir aquele calorzão bem característico de motores refrigerados a ar. Na foto abaixo, detalhe do radiador.

img_0305

Gostei do conforto do banco e junto com as suspensões a moto se mostrou bem confortável. Pegando alguns pontos mais irregulares e com buracos dá pra sentir um pouco, mas nada que chegue a incomodar muito.

Um ponto que não curti muito no acabamento são as setas e para lamas de plástico… Tem uma aparência bem frágil.

img_0328 img_0330 img_0324

Um outro detalhe simples, mas que achei bem bacana foram as válvulas dos pneus, que são inclinadas para o lado de fora. Isso ajuda muito na hora de calibrar os pneus.

img_0294 img_0295

Outro detalhe interessante é que a tampa do tanque tem chave. Parece uma coisa básica, mas as Harleys e a antiga Bonnie não tem chave nas tampas…

img_0333-2

O painel segue a linha minimalista como a maioria das motos nesse estilo e das custom.

As pedaleiras são um pouco recuadas, mas não muito como nas esportivas como dá para ver nas fotos abaixo. Apesar de estar acostumado com motos com comandos mais centrais ou avançados gostei bastante da posição.

O câmbio de 5 marchas tem engates bem precisos, e a embreagem deslizante assistida é bem macia.

DCIM114GOPRO

img_0354

Como comentei no início do post é uma opção muito boa de moto para poder usar no dia a dia nas cidades e também viajar, já que é uma moto leve e pequena, mas com um motor com bastante torque e que não faz feio na estrada.

Para quem gosta de detalhes mais técnicos, podem conferir a especificação completa dela aqui.

Gostaria de deixar um agradecimento ao Amarante, que conhece o pessoal da Concessionária da Triumph e me acompanhou nesse test ride, valeu meu camarada!

Ah, devem ter reparado em algumas fotos deste post uma linda Thruxton R no fundo. Isso é assunto para um próximo post…

Deixe uma resposta