Teste Ducati by Roadbros Motors

Algumas semanas atrás saí para uma seção de fotos com o meu amigo Pedro Meijon que estava com uma Ducati Scrambler para um teste de 30 dias. Esse teste foi parte de uma iniciativa de marketing da Ducati com a galera do BlackBullet, onde o Pedro e o seu irmão João iriam rodar com 2 Scrambler durante 30 dias, usando as motos no dia a dia, cidade, estrada e até em algumas trilhas.

img_1417

img_3160 img_1226

img_1357

Infelizmente o João não pode ir no dia das fotos (a idéia era fotografar os dois irmãos pilotando juntos), então fiz as fotos somente com o Pedro. Mas mesmo assim o ensaio rendeu muitas fotos bem bacanas!

img_3259 img_3209

img_3203 img_3246

No final do ano passado eu já havia feito um test ride e um review de uma, e já conhecia a versatilidade da moto, que manda bem dentro da cidade, na estrada e até em estradas de terra. Por isso fotografamos um pouco em cada um desses lugares…

img_1498 img_1515

O João me mandou um texto bem bacana falando sobre a experiência todo e o que eles acharam das motos:

O RoadbroS, representado por dois irmãos, Pedro Meijon e João Meijon, foi convidado pelos amigos Bruno Tonelli e Gustavo Camarano, da BlackBullet, para fazer parte do plano de divulgação e marketing da Ducati Scrambler em Minas Gerais. Recebemos, com muita empolgação, duas motos para um Test Ride com duração de 30 dias, para então, usarmos as motos no dia a dia e fazer a moto circular na cidade, eventos, rides com a galera, lojas, aparecer com a ‘novata’ no meio biker e despertar o interesse das pessoas que já tinham ouvido falar mas ainda não conheciam a moto.

Quando iniciamos o Test Ride, estávamos muito empolgados para saber o que a tal “2ª moto” tinha para oferecer, falamos assim, pois foi o título que a moto recebeu e era o que escutávamos por aí.. E ainda pensavamos, como essa moto pode receber um título desse? Afinal se tratava de uma Ducati, e quem estava entitulando essa máquina assim certamente não sabia o que estava falando!

E de fato não sabia!!! Andando na moto diariamente, percebemos logo que era uma moto brava e na mão ao mesmo tempo. Fomos tomando confiança e percebendo que as respostas dela na cidade eram bem lineares e excelentes, afinal seu conjunto peso x potência, motor 803cc, 75cv, 170kg, suspensão dianteira invertida, traseira regulável, conjunto de freios a disco tornam a moto diferenciada e divertida para o Day by Day.

Na estrada o motor de 75cv e o peso de 170kg, fazem a moto ficar ainda mais ligeira. Quando passamos dos 4.000 giros, rotação ideal para a cidade, a moto exige bastante cuidado, pois o seu peso e o potente motor fazem a moto chegar nos 180 km/h com muita facilidade, o giro sobe e você percebe toda a potência do motor.

A essa altura a moto fica com a frente leve, exigindo experiência do piloto. Assim é preciso se “ajeitar” em cima dela, acertar a posição de pilotagem e ficar com os olhos bem atentos, pois a resposta do guidão é sentida rapidamente na moto. Além disso, a dirigibilidade da moto é incrível, boa posição de pilotagem com o guidão alto e aberto, bem acertado para a cidade e para as curvas.

Pegamos alguns trechos de serra para sentirmos de verdade a tocada da moto e observarmos o seu comportamento por ali. O pneu é de uso misto e bi-composto, com uma borracha mais macia nas laterais, permitindo o piloto ter segurança ao inclinar a moto para brincar em algumas curvas. E a sua suspensão tem um conjunto mais rígido, garantindo boa segurança, o que pode deixar os braços e a coluna do piloto um pouco doloridas quando se tem um trecho mais irregular e esburacado.

Não poderíamos deixar de conhecer a moto na terra, pois como o seu próprio nome diz, é uma moto para o asfalto e também para a terra. Quando fomos para a terra, de início assustamos, pois a moto logo quis sair debaixo das minhas pernas… Pelo fato de a moto ser leve e a entrega de potência para a roda ser bem rápida, exigindo algum cuidado e experiência para acertar a moto, achar a velocidade, as trocas de marcha ideais e a pilotagem no terreno.  Depois tudo fica muito divertido e gostoso, só curtição.

Resumindo a moto é muito divertida, descolada, econômica, versátil para o dia a dia, disposta a encarar qualquer terreno, gostosa de pilotar e com um visual animal, a cor amarela dá um destaque especial na máquina! Confessamos que foi muito difícil devolver após os 30 dias de Test Ride.

Após esses 30 dias, conseguimos mudar a opinião de muita gente que viu a moto, andou na moto e curtiu a moto junto conosco e com o nosso projeto, RoadbroS x BlackBullet. E com um orgulho enorme de provar pra muita gente que a Scrambler nunca será uma ‘2ª moto’ e sim uma grande ‘1ª moto’, para o dia a dia, para o fds, para os pequenos e grandes rides, para todo terreno, faça chuva ou faça sol.

Aproveito para agradecer a equipe BlackBullet e a Ducati Belo Horizonte, pela experiência adquirida e por nos confiar as motos durante o prazo do projeto. Ao amigo Marcio Vital, BHRiders, pelo convite e pelas fotos maravilhosas..

Acompanhem o nosso projeto @roadbrosmotors pelo instagram, com o nosso dia a dia, o nosso lifestyle, a nossa cultura e o nosso ‘Union Made’. Segue nosso email (phmeijon@yahoo.com.br) para qualquer contato, informação e parceria.

Reforçando o convite do João, não deixem de conferir o perfil dele e do Pedro lá no Instagram: @roadbrosmotors

E como sempre, fiquem com uma galeria das fotos desse dia!

Deixe uma resposta